Lenir pede que governo disponibilize profissionais de saúde,medicamentos e testes ao baixo riobranco



A parlamentar alerta que ribeirinhos precisam de medidas emergenciais para o enfrentamento do novo coronavírus na região do Baixo Rio Branco


A deputada Estadual Lenir Rodrigues (CIDADANIA) protocolou uma indicação na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) para que o Executivo disponibilize profissionais de saúde, medicamentos e testes rápidos para a COVID-19 aos moradores do Baixo Rio Branco.


Recentemente uma senhora de 84 anos, moradora da comunidade de Santa Maria do Boiaçu, no Baixo Rio Branco, teve que ser removida em uma aeronave do Governo do Estado por profissionais de saúde para o Hospital Geral de Roraima (HGR), para continuar o tratamento contra a COVID-19. Além disso, há relatos de moradores da região do Baixo Rio Branco que há pessoas nas comunidades ribeirinhas que estão com suspeita para o vírus, no entanto, faltam testes e medicamentos para atender a população.


Conforme Lenir, é necessário tomar medidas emergenciais para o enfrentamento da disseminação do coronavírus na região do Baixo Rio Branco. ''A disponibilização de equipes de saúde com medicamentos e testes rápidos para a COVID-19 é uma medida de contenção e prevenção, principalmente de forma a garantir a proteção à saúde das comunidades ribeirinhas que apresentam uma vulnerabilidade, principalmente por ser uma região de difícil acesso'', explicou.


Os testes somente são disponibilizados para casos considerados graves, enquanto isso as pessoas que não manifestaram a doença, tornam-se grande vetores e contribuem na disseminação de forma involuntária.


Atualmente existem 18 comunidades ribeirinhas ao longo das margens do Rio Branco: Santa Maria do Boiaçu, Remanso, Santa Maria Velha, Sacaí, Lago Grande, Terra Preta, Canauani, Cachoeirinha, Caicubi, Xixuana, Itaquera e Floresta, com aproximadamente 546 famílias ao longo das margens do rio Branco, vivendo da agricultura Familiar, extrativismo e pesca.

2 visualizações