Como usar e higienizar máscaras caseiras durante a pandemia do coronavírus

Agravamento da pandemia de Covid-19 leva a uma corrida em busca do equipamento de proteção e, em consequência, provoca escassez do produto.


EMANUELLE COELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA



Com o objetivo de se proteger do novo coronavírus, causador da doença Covid-19, a população brasileira deu início a uma busca frenética por máscaras, o que levou à escassez do equipamento de proteção no mercado. Em consequência, a confecção caseira tem se tornado uma alternativa também no Distrito Federal. Gerente de Risco da Vigilância Sanitária do DF, Fabiana de Mattos Rodrigues ensina que alguns cuidados são essenciais na produção da máscara. A começar pela escolha do tecido, que deve ser hipoalergênico, à base de algodão, além de espesso e resistente.

“O primeiro passo é a escolha do tecido. Depois, ter o cuidado para que a máscara cubra totalmente a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais”, orienta Fabiana.



Legenda foto: Boca e nariz devem sempre estar totalmente cobertos pela máscara, que só pode ser tocada depois de higiene bem feita nas mãos, ensina especialista | Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília



A especialista reitera, contudo, que a principal prevenção contra o novo vírus continua sendo não sair de casa, segundo orientação reiterada do Ministério da Saúde. “Mas, se for preciso fazê-lo, usar a máscara corretamente e sempre com a distância social de, no mínimo, um metro. Importante também não sairmos só com uma máscara, levarmos sempre mais uma. Como é de tecido, ao respirarmos e conversarmos ela molha e perde a barreira de proteção. Daí devemos trocar.”

Mas, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como usar e fazer a higienização da máscara caseira. Por isso, a Agência Brasília explorou o assunto com a gerente da Vigilância Sanitária, de modo a apontar o que está certo e o que está errado no uso do equipamento.

Veja o questionário com a especialista:

Por quanto tempo podemos usar a máscara caseira?

O ideal é de, no máximo, três horas.

Qual a duração deste tipo de máscara?

Devemos fazer uma inspeção, diariamente, para avaliar a qualidade do tecido, verificando se está danificado.

Posso compartilhar minha máscara?

Não. O uso da máscara é individual. Não devemos compartilhá-la nem com mães ou filhos, mesmo após lavá-las.

Quais cuidados tomar ao colocar e retirar a máscara?

O uso da máscara aumenta a tendência de colocar as mãos no rosto. Antes de tocar na máscara, devemos higienizar as mãos. Por isso devemos sempre sair com um frasco de álcool gel. O ideal é usarmos a máscara de lacinho, mas, se tivermos as de elástico atrás da orelha, é preciso higienizar as mãos antes de tirar as máscaras.

Quais outros cuidados devo ter?

Não deixar a máscara pendurada no pescoço ou braço porque, assim, ela está suscetível a sujeira.

Se eu precisar tirar a máscara por um período, o que devo fazer?

Devo colocá-la em um saquinho.

Como guardar a máscara após lavar?

Em um saquinho individual, fechando-o após lavar.

Como armazenar a máscara usada?

Em um saquinho, também. Devemos levar um saquinho para guardá-la até chegar em casa.

Como fazer a lavagem?

Quando chegamos com a máscara suja em um saquinho, tiramos e colocamos de molho com um pouco de água sanitária e sabão. Deixar de molho de 20 a 30 minutos, depois esfregamos, enxaguamos e colocamos para secar.

O molho pode ser na água quente?

Não, porque pode prejudicar a trama do tecido, danificando-o.

Precisa secar ao sol?

Não.

Depois de seca, o que fazemos com a máscara?

Devemos passar ferro e guardá-la em um saquinho.


Fonte: https://www.agenciabrasilia.df.gov.br/2020/04/12/como-usar-e-higienizar-mascaras-caseiras/

52 visualizações